Viver para descobrir

O caminho que lhe deixa cada vez mais próximo da sua essência, observar e refletir sobre suas escolhas pode ajudar a descobrir mais sobre você

Image

“Eu não sei o que quero, apenas sei o que não quero”. Essa frase esta no filme ‘Vick Cristina Barcelona’, do diretor Woody Allen, e a ouvi novamente em um programa de TV, isso fez relembrar o porquê gostei tanto do filme, além do triângulo amoroso entre Scarlett Johansson, Penélope Cruz e Javier Bardem ser bem interessante, o que me atraiu mesmo foi a intensa e poética busca dos personagens em ser e descobrir o que realmente deseja em sua essência.

Sócrates, um dos filósofos mais famosos da humanidade, renegava a idéia do saber absoluto, mas colocou o conhecimento como a meta de vida de qualquer ser humano. Não podemos negar que a vida é uma eterna busca pelo o que não conhecemos, nem que seja para sobreviver.

Por meio do pensamento, todo o material que usamos para obter o conhecimento é transformado em nosso e, por sua vez, em nós mesmos. Esse crescimento natural nos faz tentar compreender para onde caminhamos – por medo do que não conhecemos ou por ansiedade do que possa vir.

O filósofo Paul Sartre definiu as escolhas feitas livremente como sendo o caminho para caracterizar a nossa natureza essencial e encontrar o significado da nossa existência, mas para estarmos prontos para elas (as escolhas) devemos considerar os seus efeitos. Sartre também disse: “não há certo ou errado, existe escolha”, porém por detrás de cada uma delas há a responsabilidade de estarmos lidando com nossas vidas e, às vezes, a de outras pessoas.

Somos responsáveis pelo o que fazemos com nós mesmos, isso pode parecer ser o mais amargo do caminho que é tentar conhecer a si próprio. Quando decidimos algo, nos colocamos em exposição, isso pode amedrontar os mais inseguros – mas será isso que irá reafirmar a essência de cada pessoa e lhe dar mais confiança, por descobrir em suas ações um pouco do ser humano que é.

Portanto, dizer não saber o que quer e sim o que não quer, também é uma escolha, uma expressão da descoberta, que pode evoluir para uma reflexão e, por fim, em uma atitude e definição de parte da sua essência.

Anúncios

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s